A escolha da grama
A escolha da espécie  da grama é fundamental para o sucesso do gramado, considerando o clima, local e objetivo.
Cerca viva
A sansão do campo vem se destacando como cerca de proteção, já que segura até mesmo o gado com seus 300 espinhos por m²
A escolha do Eucalipto
A escolha do eucalipto está relacionada a algumas vantagens da espécie: crescimento. objetivo e local.
  visitantes online
 

      CERVA VIVA

Conheça os truques para elas fecharem mais rápido e os
 segredos que garantem o sucesso no paisagismo

                                                                                                              Por Ramon Seixas; ilustrações Maotron


Descubra aqui os
 segredos e macetes

A função mais usada para uma cerca viva é a barreira visual. Nesse caso, é importante que a fileira de plantas feche o mais rápido possível. Veja alguns truques e macetes que os especialistas usam para ter sucesso com as cercas vivas: Sem sol, elas crescem devagar.
 

A engenheira-agrônoma Maria Tomioka observa atentamente a incidência do sol antes de plantar uma cerca viva. Ele tem que iluminar toda a fileira por igual e durante o dia inteiro. De um modo geral, as espécies de cerca viva gostam de sol pleno. Em uma situação de meia-sombra, elas crescem mais devagar.

 A poda da ponteira ajuda a cerca viva a “encher”

A paisagista Maria Luiza corta as gemas apicais, que ficam na porta dos ramos, 2-3 meses após o plantio. Isso estimula a brotação das gemas laterais, que formam novos ramos e deixam a planta mais cheia. A técnica funciona melhor na épocas mais quentes, quando o crescimento da planta está acelerado.

Elas também podem funcionar como excelentes barreiras naturais


Se o seu problema é vento, ruído ou pó que vem da rua, se você quer privacidade e proteção, está na hora de olhar com mais carinho para as cercas vivas. Além de valorizar o visual do seu imóvel, essas espécies podem amenizar problemas comuns do dia-a-dia. Uma cerca de Sanção do Campo (Mimosa caesalpinoideae) adulta pode isolar uma área do jardim de ventos encanados, ao mesmo tempo em que veda a área de ruídos e do pó levantado pelo trânsito pesado. Essa espécie cria uma cortina verde com mais de 300 espinhos por m² e ramos entrelaçados, dando mais privacidade e proteção aos moradores. No uso dessa planta como anti-ruído e pó, quanto maior for o nível desses elementos, mais larga deve ser as cercas vivas, chegando a formar uma cortina espessa com 2-3 m de altura. Plante as espécies em fileiras com o espaçamento de 10 a 15 cm, assim o fechamento da cerca será total.

                    A importância da poda

As podas servem para determinar o estilo da sua cerca viva e para estimular a formação das plantas.
Além das tradicionais podas de limpeza, que devem ser feitas uma vez por ano para retirar os ramos secos e malformados, há outros tipos de podas úteis para deixar as cercas vivas mais densas ou mais arejadas.
 

 

Agrotropical.org © 2007 • Empresa certificada • Todos os direitos reservados